Festa de N.S do Rosário do Serro – 288 anos de Fé e Tradição

Nos meses de junho e julho de cada ano um mundo de cores, ritmos, danças e sabores toma conta da tricentenária cidade do Serro. Trata-se da Festa do Rosário, um dos mais belos, fortes e tocantes eventos religiosos e populares do Brasil, e cuja origem começou ainda na antiga Vila do Príncipe, situada nos limites do Norte de Minas com o Vale do Jequitinhonha.

Durante os dias de festa, de 24 de junho a 04 de julho, praticamente todo o povo do lugar e os seus muitos visitantes se juntam ao Reinado e aos três grupos dançantes – os Catopês, os Caboclos e os Marujos, representando os negros, índios e brancos, as etnias básicas da formação brasileira – e entram de corpo e alma, da madrugada até a noite, na celebração que traz à superfície raízes seculares da formação histórica e cultural do Brasil e de Minas.

A Festa do Rosário do Serro funde a liturgia de missas e dos atos de fé religiosa com a alegria profana. Em meio a preces comovidas explodem fogos de muitas cores, se enchem de gente as barraquinhas, e se sucedem fartos cafés da manhã, almoços e jantares em que não falta boa cachaça. Embalados ao som de cantorias, caixas, flautas, violões, sanfonas, reco-recos, cuíca, e do “clac-clac” de centenas de flechas dos caboclos, os grupos de dançantes, ora juntos, ora separadamente, percorrem em marchas e contramarchas as ruas, ladeiras, becos e largos da velha cidade. Sempre repletos de devotos, as cerimônias culminam com a procissão de coroação de Nossa Senhora do Rosário – santa venerada pelos antigos escravos brasileiros e, até hoje, por muitos de seus descendentes.

É comovente a autenticidade com que catopés, caboclos, marujos e devotos participam da Festa do rosário, expressando de maneira espontânea, singela e sensível, no sincretismo do sagrado e do profano, as diversidades étnicas e culturais que caracterizam a formação brasileira. A Festa do Rosário do Serro representa, sem dúvida, um dos pontos altos da autêntica cultura religiosa e popular do país sendo, a um só tempo um espetáculo de beleza, fé e emoção.

(Márcia Clementino Nunes –Historiadora Serrana)

————————————————————————————–

Reinado Festa de N.S do Rosário de 2016:

Rei – Antônio Ferreira Sobrinho /Rainha – Gleusa Alves dos Santos 

1º Juiz – Edson da Silva Braz/1ª Juíza – Maria Ângela Alves Souza 

2º Juiz – Antônio Campos/2ª Juíza – Geralda das Mercês Rabelo 

Mordomo do Mastro – Manuel Adelardo da Silva 

Coroação – Escolinha Arco Iris

—————————————————————————————————

Realização: 

Paróquia de Nossa Senhora da Conceição/Irmandade de Nossa Senhora do Rosário e Associação dos Congados

Apoio: 

Prefeitura Municipal de Serro/Câmara Municipal de Serro/PUC – Minas – Campus Serro/Rádio Mania

Arcebispo: Dom Darci José Nicioli/Pároco: Padre Maurílio Vaz da Silva

Informações: Casa Paroquial: (38) 3541-1221/ Sec. Cultura:(38) 3541-2754